Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Um dos problemas bucais mais comuns entre os adultos, o quadro de tártaro atinge 64% da população, de acordo com os dados do Ministério da Saúde. O cálculo dental caracterizam pelo depósito na superfície do dente. Especialistas explicam as melhores formas de tratamento.

O dentista Sandro Ferreira afirma que mesmo tendo uma ótima escovação é possível surgir o problema. “Lógico que um boa escovação trás muitos benefícios à saúde bucal, entre elas, a ‘redução’ na formação de tártaro. Existem também outros produtos como dentifrícios, que são cremes/gel dentais, e consultórios  de produtos para fazer bochecho, que ajudam a não formação do cálculo”, afirmou.

Tanto o acúmulo de placas quanto de tártaro, podem causam malefícios a gengiva, segundo o dentista. “Inicialmente causam gengivite, que é facilmente diagnóstica pela inflamação da gengiva e sangramento e posteriormente se não houver cuidados, pode evoluir para uma periodontite, inflamação de todo o periodonto, que causará reabsorção óssea e futura mobilidade do elemento dentário, até podendo perder o dente, muitas vezes inclusive sem cárie. Além, lógico, do mau hálito q o acumulo de tártaro pode causar”, alertou.

Uma boa higiene é a melhor solução para evitar o problema. “Não existe receita de bolo, uma boa higiene ajudará muito, mas não fará o paciente não ter tártaros. Por isso é importante ir só dentista de 6 em 6 meses, para limpeza e remoção de tártaro, e uma avaliação de outras condições dentárias”, concluiu Sandro.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio