Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Proporcionando grandes benefícios para o corpo, o ciclismo é um exercício aeróbico que acelera o metabolismo e ajuda a perder calorias. A modalidade ajuda a desenvolver o sistema cardiovascular, na perda de gordura e, também a força e resistência nos músculos da perna.


O esporte, que vem crescendo continuamente, é uma boa opção para quem pretende deixar o sedentarismo de lado. No Dia Nacional do Ciclista, celebrado hoje (19), profissionais da educação física ressaltam que qualquer atividade física deve ser iniciada com acompanhamento médico e com o mínimo de preparo.

De acordo com o profissional de educação física, especialista em preparação esportiva, Maurício Bittencourt, explica que antes de começar uma esportiva é necessário ter um preparo inicial. “Como preparo inicial tem que saber andar de bicicleta. A segunda situação em que eu dou a dica para quem vai iniciar pedaladas pela cidade é ver como é que está o seu corpo se ele tá tem o mínimo vamos dizer de preparo, principalmente de coração, para você fazer exercício físico porque quando você começar você vai fazer com que seu sistema de coração bata mais rápido para levar oxigênio para musculatura, então seria importante passar em um médico cardiologista para saber se o coração tá tudo bem”, recomendou.


Ao praticar o ciclismo, os benefícios ao corpo surgem rapidamente, segundo Maurício. “Pedalar traz benefícios musculares, osteomuscular de os benefícios do sistema coronariano e do sistema pulmonar e os benefícios psicológicos, todo efeito, né? De exercício físico onde você tem os hormônios, né? Sendo aí ativados, você tem satisfação e prazer de praticar”, destacou.


O especialista fala sobre a importância da prática como uma atividade física. “Qualquer movimento que aí você faz uma atividade física, qualquer exercício elaborado através de metodologias, que são os exercícios físicos. Qualquer sistema que você faz complemento que seja um esporte você tem que ter auxílio de professor de educação física ou de alguém com competência necessária para que faça a programação desses exercícios, a programação dessas atividades. É importante você pelo menos ter um professor de educação física para dar dicas do que você pode fazer com saúde atividades e exercícios e esportes”, concluiu.

Paixão sobre rodas

O médico Gustavo Chermont desde os 4 anos de idade tem uma verdadeira paixão por pedalar. Hoje ele faz parte do grupo de ciclistas Tartarugas de Belém, que já percorreu por municípios como Outeiro, Cotijuba, Mosqueiro, Salinas e Bragança. “Acredito que eu comecei a pedalar como a maioria na minha época (anos 70), ou seja, após ganhar de presente uma bicicleta dos pais. No meu caso foi aos 4 anos. Com o grupo, hoje, nosso pedal oficial é toda segunda às 20h, saindo da frente da loja Taciclo no Conjunto Mendara, Rua F, Marambaia”, afirmou.

Para ele, ao pedalar a sensação de bem-estar com o corpo, alma e com o mundo. “Queimamos calorias, controlamos o açúcar, reduzimos colesterol e triglicerídeos, assim como o cortisol (hormônio do estresse). E como todo esporte, ajuda a liberar endorfina, neuro-hormônio responsável por aquela gostosa sensação de bem estar. Fortalece ossos e músculos. Não poluímos o meio ambiente e em todo pedal fazemos novos amigos e fortalecemos os laços já feitos. Depressão? Ansiedade? Tristeza? Um senhor remédio! Bom, vou ficar por aqui pois são tantos benefícios que pode se transformar em um livro. Pedalar vicia!”, concluiu Gustavo.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio