Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Diversas formas de prevenção contra o câncer de mama vêm surgindo com o avanço da ciência. Atualmente, por meio de genética, inteligência artificial e de novas tecnologias, já é possível identificar fatores de pré-disposição genética em alguém que pode desenvolver a doença. 

No Brasil, estão em tramitação na Câmara dos Deputados dois projetos para incluir no Sistema Único de Saúde (SUS) testes genéticos para detectar o risco desse câncer em mulheres com histórico familiar do mesmo tipo de câncer.  

De acordo com o Dr. Jorge Reis Filho, diretor de patologia experimental no Memorial Sloan Kettering Cancer Center, esse mapeamento vai oferecer às pacientes um sentido de noção do risco que as filhas delas teriam, além de formas de tratamento. 

“A esperança e a confiança nas terapias atuais aumentaram muito por causa da genética”, disse Reis.  

Além disso, o FDA, órgão que faz parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nos Estados Unidos, aprovou o primeiro software que faz a realização de um diagnóstico automático. 

Até o momento, a tecnologia é voltada para o câncer de próstata, porém a expectativa é de que, em um ano, ela também possa ser usada para mama e outros tipos de câncer.  

Fonte: CNN

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio