Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

A busca pelo equilíbrio entre os fatores corporais e mentais são a fórmula para se ter uma vida mais saudável. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define saúde como um estado completo bem-estar físico, mental e social, para além da ausência de doença ou enfermidade. Pequenos hábitos como praticar exercícios e se alimentar bem são as principais recomendações entre especialistas.
 
Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da Pesquisa Nacional de Saúde, mostra uma realidade alarmante. Cerca na população de 18 anos ou mais de idade, 40,3% não praticaram atividade física ou praticaram por menos do que 150 minutos por semana considerando lazer, trabalho e deslocamento para o trabalho.  
 
No Brasil, ainda de acordo com a pesquisa, 47,5% das mulheres eram pouco ativas em 2019. Já os homens apresentaram uma taxa de 32,1%. Mais da metade, com 59,7% das pessoas de 60 anos ou mais de idade era insuficientemente ativa, e o grupo de idade menos sedentário foi o de 18 a 24 anos de idade, representando 32,8%, seguido do grupo de 25 a 39 anos, com 32,9%.
 
A médica do Hospital Cynthia Charone Lia Correia, afirma que os exames de rotina, tanto laboratoriais quanto de imagem, podem ser de grande ajuda para a monitorização da saúde. “Os exames são importantes para a elaboração de plano de ação e para a tomada de conduta, seja de tratamento ou de promoção de saúde. Podem ser realizados em pacientes já com diagnóstico de alguma doença, para controle, ou em pacientes saudáveis, para rastreio. É importante lembrar que a interpretação dos exames deve ser feita por profissional habilitado, visto que somente estar de acordo com os parâmetros considerados normais, não é suficiente para excluir alterações”, ressaltou.
 
Não há uma idade específica para a realização de exames, segundo a médica. “Devido o estilo de vida atual, hoje temos crianças na primeira infância com alterações metabólicas, como obesidade e hipercolesterolemia, por exemplo. Os exames devem ser solicitados após avaliação médica. O cuidado com a saúde inicia já na concepção. Atualmente já temos protocolos muito bem estabelecidos para a fase de gestação, além de estudos que comprovam as implicações de hábitos alimentares e de vida sobre o feto”, avaliou Lia.
 
Mente sã, corpo são
 
A enfermeira especialista em saúde mental e coletiva Rita Quaresma, esclarece que saúde é ter uma vida equilibrada, que envolve alimentação, dormir bem e praticar exercícios. “Ter saúde é ter uma vida equilibrada na alimentação, sono e repouso, exercícios, fazer exames de rotina, lazer e trabalhar de forma prazerosa, nada em excesso, tudo equilibrado”, afirmou.
 
Planejar conquistas e traçar metas também são atitudes que ajudam a manter o corpo saudável, segundo a especialista. “A mente comanda o corpo. Uma mente sã favorece um corpo saudável. Fazer psicoterapia também faz parte para se autoconhecer, e se relacionar melhor com as pessoas, não acumular conflitos, reprimir emoções e o que quer fazer, deve tentar resolver um por um”, explicou Rita.
 
Alimentar-se bem também é o caminho
 
A nutricionista Danielle Farias destaca a importância da alimentação nesse processo. “A alimentação balanceada pode ser um dos passos para alcançar a qualidade de vida. A alimentação balanceada deve fornecer alimentos e nutrientes para que o nosso corpo, a nossa bioquímica funcione dessa perfeita forma. As práticas do cotidiano que devem auxiliar nessa saúde plena e bem-estar são muito simples. Um sono adequado, a qualidade do sono ela ajuda muito no bem-estar durante o dia, a o próprio descanso auxilia no organismo a recompor a energia e também a nossa musculatura, uma alimentação saudável, fracionada em diversos horários”, declarou.  
 
Priorizando cinco a seis refeições durante o dia em horários organizados, com quantidade adequada, escolhendo bons tipos de alimento variando entre as cores são as recomendações para seguir uma boa alimentação de acordo com Danielle. “Os benefícios nutricionais vão também auxiliar na energia, nos nutrientes, na imunidade e no funcionamento interno do organismo. A longevidade viver bem viver muito é conseguir ter uma vida plena, é conseguir ter uma vida balanceada pra que a gente consiga alcançar essa longevidade tão desejada”, concluiu.  
 
Hábitos prejudiciais à saúde para você eliminar da sua rotina, segundo especialistas:  
 
 – Reduza o consumo de industrializados, carnes vermelhas e bebidas alcoólicas. Se possível, prefira frutas, verduras e legumes orgânicos.
 
– Cesse o uso de tabaco.
 
– Tenha sono de qualidade.
 
– Mantenha-se ativo, evitando ficar muitas horas sentado ou deitado. Pratique e exercício físico regularmente.
 
– Tenha um hobby, alguma atividade lúdica, que proporcione bem estar. – Cuide dos seus relacionamentos. Eles são importantes para uma boa qualidade de vida.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio

Anúncio

INSTITUCIONAL

O Front Saúde

Bem-vindo à Revista Digital Front Saúde! Aqui você encontra as melhores notícias na área da saúde.

E se você soubesse de algo que pudesse salvar a vida de alguém que você ama?