Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

A esteticista Juliana Andrade, de 28 anos, adotou uma alimentação restrita em alimentos calóricos e incluiu uma rotina de exercícios para tentar perder os quilos adquiridos durante a pandemia. A disciplina é bem aplicada, porém a jovem não consegue emagrecer de forma satisfatória. A grande vilã dessa história é a bebida alcoólica, da qual Juliana não abre mão.

É que o álcool é famoso por ser rico em ‘calorias vazias’, ou seja, carboidratos que não nutrem o organismo e engordam. O ideal é incluir fontes de energia e proteína na dieta para emagrecer de forma rápida e saudável, medida que ajuda a evitar a fome ao longo do dia. “O álcool é transformado em açúcar e, por isso, reduzir sua ingestão significa diminuir também o consumo calórico”, avalia a nutricionista Mariana Duro.  

Consumir bebida alcoólica atrasa o metabolismo e dificulta a função do fígado, um dos órgãos mais exigidos durante o processo de emagrecimento. É nele que várias substâncias são transformadas para serem eliminadas do corpo. Além de sobrecarregar o fígado, as bebidas alcoólicas também não apresentam nenhum benefício nutricional para o organismo. “Mesmo quem não precisa emagrecer deve se atentar ao consumo de bebidas alcoólicas para não exigir muito de órgãos como estômago, fígado e intestino”, explica a especialista.

Entenda

O álcool se origina do açúcar, ou por destilação, ou por fermentação, e nesse processo existe o ganho calorias. Enquanto o açúcar fornece quatro calorias por grama, o álcool oferece sete. Então, o álcool faz engordar quase o dobro do que o próprio açúcar. É por isso que a bebida alcoólica interfere no processo de emagrecimento das pessoas.

Para quem não consegue abrir não da bebida alcoólica, vale alguns truques. Por exemplo, se a pessoa está tomando vinho ou champanhe, é bom sempre alternar com um copo de água, que ajuda a diminuir a vontade de beber álcool. Outra dica é substituir o açúcar pelo adoçante na hora de fazer a caipirinha.

É importante também ficar de olho nos petiscos. Azeitona, torresminho, salame, batata frita e queijinho acabam aumentando o consumo calórico. Por fim, engana-se quem pensa que existem bebidas que não engordam. Álcool é álcool. Tem sete calorias por grama. A molécula é igual no destilado ou nos fermentados. O que muda é a graduação alcoólica.

Alguns coquetéis, por exemplo, apresentam menos calorias por apresentarem em sua composição itens como adoçantes, a exemplo do Gim tônica (na versão sem açúcar), e que sem dúvida são opções mais adequadas para quem quer perder peso.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio

Anúncio

INSTITUCIONAL

O Front Saúde

Bem-vindo à Revista Digital Front Saúde! Aqui você encontra as melhores notícias na área da saúde.

E se você soubesse de algo que pudesse salvar a vida de alguém que você ama?