Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Que cuidar da saúde não é nenhuma novidade, todo mundo já sabe, mas se tratando da saúde bucal, nem sempre as pessoas costumam dar a atenção necessária e acabam não incluindo o tratamento odontológico na rotina. Porém, quando se fala em busca por assistência odontológica, o que para muitos pode ser uma atividade simples, para outros, pode se tornar uma tarefa complicada, principalmente quando se trata de pessoas e crianças com deficiências, idosos ou aquelas que tem dificuldade de se locomover.

Hoje, já existem formas de atendimentos odontológicos realizados em casa, chamados de Home Care Odontológico, serviço realizado por um cirugião-dentista capacitado, que presta serviços às pessoas que necessitam de tratamento odontológico, mas não possuem condições físicas para ir à uma clínica de odontologia. Esse tipo de tratamento é realizado de forma humanizada e com o suporte necessário para realizar o atendimento adequado à domicílio.

O casal de dentistas Luciana Barros Barral e Eduardo Fagury iniciaram essa prática em Belém do Pará em 2016, quando a dentista percebeu a necessidade de atendimento odontológico da sua avó, que à época, era uma paciente acamada, então, a partir daí, surgiu a ideia de criar o “DentistAKI”, o atendimento feito por meio de consultório odontológico portátil. Luciana conta que imaginou sobre quantas pessoas poderiam estar em situações inviáveis para ir ao dentista, e que assim, ela e o marido, iniciaram a jornada de tratamento em casa, mas também em âmbito hospitalar. “Eu fiz uma pesquisa de um consultório portátil, nós adquirimos porque pensamos que muita gente devia estar na mesma situação, tanto idosos, como pacientes acamados ou de necessidades especiais, de maneira geral”, afirma.

Para a dentista, a ideia do Home Care Odontológico também está associada à redução do tempo de internação do paciente em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), pois, realizando todos os procedimentos com a estrutura de um consultório odontológico, permite que os profissionais possam atenuar todas as situações orais para não impactar diretamente na parte sistêmica do paciente. “É de suma importância esse tipo de tratamento. Às vezes, a pessoa acamada ou o paciente com paralisia cerebral não consegue se deslocar ao consultório, então, a gente leva esse suporte para casa dele e conseguimos fazer todos os procedimentos”, pontua.

Foto: Arquivo DentistAKI

Recentemente, um estudo publicado pelo Journal of Clinical Periodontology revelou que as chances de desenvolver a forma grave da Covid-19 aumentam quando não se tem uma boa higiene bucal, assim como podem surgir inúmeras doenças periodontais como a gengivite e periodontite. A especialista explica a importância da necessidade com relação aos pacientes acometidos pelo coronavírus. “Já tem estudos que relatam que o próprio covid fica sulco gengival, na gengiva do paciente, então, nós necessitamos fazer a higienização oral do paciente que está hospitalizado em UTI para diminuir o vírus que está ali presente, diminuindo também a contaminação e a virulência”, enfatiza.

De acordo com a especialista, há muitas situações importantes que podem ajudar a salvar a vida e diminuir o tempo em que o paciente fica exposto em UTI, e o tratamento odontológico é uma delas, pois, também ajuda na redução do desenvolvimento de outras doenças. “Vale ressaltar que a presença do dentista na UTI impacta diretamente na alta hospitalar, agindo de maneira multidisciplinar com outros profissionais que estão atuando na UTI como fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médicos e outros especialistas, pois, nos permite ter condutas multidisciplinares para reduzir o tempo de internação paciente”, destaca.

Mas, além de pessoas idosas, adultos e crianças portadoras de deficiências ou com dificuldade de locomoção, o atendimento de Home Care Odontológico realizado pelo casal também se estende à outros pacientes que, por algum motivo pessoal, não conseguem ir à uma clínica odontológica. “Nós temos diversos pacientes que por conta da rotina não tem tempo de ir ao consultório, então, nós levamos o consultório portátil, para dar um atendimento com total segurança em casa. Nós conseguimos trabalhar de uma maneira muito mais leve, e o paciente fica bem mais tranquilo e a gente sempre tem sucesso nos resultados”, finaliza.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio