Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Com a chegada do verão, é importante que os tutores estejam atentos aos cuidados com os pets, pois nesse período, a atenção deve ser redobrada, ainda mais se os animais de estimação forem levados para passeios em praias ou piscinas. 

A médica veterinária Andressa Leitão explica que o aumento das temperaturas pode afetar a saúde dos bichinhos, por isso, é importante garantir os cuidados nesse período. “Durante os períodos de altas temperaturas, os cuidados devem ser redobrados com os animais para evitar insolação e hipertermia. Os cães e os gatos não transpiram como os humanos, pois possuem um número reduzido de glândulas sudoríparas e o aumento da temperatura corporal é regulado através da respiração, o que não é tão eficiente, podendo levar à morte do animal rapidamente”, ressalta.

De acordo com a especialista, é muito comum que haja queimadura das patas devido ao solo quente, tanto em areia da praia quanto do asfalto. Ela alerta ainda para o risco de câncer de pele, principalmente pela exposição ao sol de animais sensíveis, em especial, os de pelagem clara.

Outro ponto importante é a desidratação dos pets. Se o animal ficar desidratado, ele pode apresentar alguns sintomas, segundo Andressa. “Sinais clínicos evidentes em um animal desidratado são: fraqueza, respiração ofegante, frequência cardíaca aumentada e perda da elasticidade da pele”, pontua.

Dicas para o pet

A veterinária destaca os principais cuidados considerados fundamentais para manter a saúde do pet no verão:

  • Manter água limpa e fresca à disposição do animal;
  • O animal deve permanecer em ambiente arejado e à sombra;
  • Evitar passeios e brincadeiras nos horários de altas temperaturas;
  • Usar protetor solar em animais de pelagem clara ao serem expostos ao sol;
  • Não deixar o animal trancado sozinho no carro em hipótese alguma.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio