Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Na terceira edição do Prêmio Abril de Inovação Médica, pesquisadores da Inteligência Artificial para a Covid no Brasil (IACOV-BR), apresentam soluções tecnológicas como a novidade em reabilitação smart: o Cicloergômetro , um protótipo semelhante a uma mini bicicleta que funciona a partir da colocação de eletrodos nas pernas dos pacientes e, que por meio de descargas elétricas que estimulam os movimentos, geram contração muscular. Toda a atividade é monitorada por médicos e fisioterapeutas, que têm acesso aos dados para ajustar a intensidade e a duração dos exercícios.

Por enquanto, o Cicloergômetro Vida Inteligente está na fase de prototipagem. Esta inovação tecnológica na saúde é um projeto do Instituto de Medicina Física e Reabilitação (IMREA) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP).

Outra inovação na saúde utiliza os dados coletados no momento da triagem de pacientes em clínicas e hospitais, após o resultado positivo para Covid-19. Atualmente, vinte e cinco hospitais públicos e privados participam da rede IACOV-BR (Inteligência Artificial para a Covid-19 no Brasil), contribuindo com a coleta de dados.

Os pesquisadores da IACOV-BR desenvolveram algoritmos capazes de antever a evolução do quadro do paciente, se ele vai, por exemplo, evoluir para a necessidade de internação em Unidades de Terapia Intensiva. A análise preditiva permite que as redes pública e privada de saúde se preparem para atender uma alta demanda de internamentos, além de oferecer um diagnóstico e um tratamento mais personalizados.

Com isso, a IACOV-BR foi premiada na terceira edição do Prêmio Abril de Inovação Médica, na categoria Prevenção. 

A Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) é a responsável por este projeto de inovação na saúde, realizado em parceria com pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Fundação Oswaldo Cruz do Paraná (FIOCRUZ-PR), Universidade Federal de Goiás (UFG) e Universidade de Brasília (UnB).

O IACOV-BR conta com financiamento da Microsoft, da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio

Anúncio

INSTITUCIONAL

O Front Saúde

Bem-vindo à Revista Digital Front Saúde! Aqui você encontra as melhores notícias na área da saúde.

E se você soubesse de algo que pudesse salvar a vida de alguém que você ama?