Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

O preventivo ou papanicolau é importante para avaliar as células do colo do útero e fundamental para rastrear o câncer do colo uterino, assim como também para diagnóstico precoce dessa doença. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil, o câncer do colo do útero é o terceiro tipo de câncer mais incidente entre mulheres e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no país.

De acordo com o Instituto, o início precoce da atividade sexual e múltiplos parceiros, tabagismo e uso prolongado de pílulas anticoncepcionais aumentam o risco de desenvolver o câncer do colo do útero. A ginecologista Lorena Patriota explica quais principais doenças que o preventivo pode detectar. “É possível identificar o câncer de colo uterino, alterações causadas pelo HPV e também algumas infecções vaginais”, afirma.  

O Ministério da Saúde recomenda a realização do exame a cada 3 anos, após dois exames consecutivos normais com um intervalo de 1 ano entre eles, mas a médica enfatiza que varia de acordo com a orientação de cada especialista. “A frequência deverá ser avaliada individualmente pelo ginecologista”, destaca.  

Segundo Lorena, o exame preventivo é importante para o diagnóstico de doenças, mas pode ser acompanhado de outros exames em casos de alterações no resultado como o exame de colposcopia que avalia a vulva, colo do útero e vagina. “Como complemento à investigação do câncer de colo, poderá ser indicada a realização da colposcopia, caso haja alteração no resultado do preventivo. Durante a colposcopia pode ser identificado lesão suspeita e, a partir disso, será indicado biópsia para diagnóstico da lesão”, conclui.  

O exame preventivo pode ser feito na rede pública de saúde e é considerado simples e rápido.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio