Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Um procedimento capaz de trazer diversos benefícios para a saúde dos animais, a castração é um procedimento cirúrgico que evita a reprodução sem controle. Especialistas recomendam castrar fêmeas antes mesmo do primeiro cio pode evitar tumores nas mamas e até infecções.

A médica veterinária Flávia Barros explica como a castração previne doenças reprodutivas. “A castração tem uma importância a saúde animal e a saúde pública. Relacionado a saúde animal, existem comprovações de que a castração de fêmeas antes do primeiro cio diminui os riscos de desenvolvimento de neoplasias mamárias. Além disso, também elimina o risco de algumas outras doenças reprodutivas, como a infecção uterina. O procedimento pode auxiliar na correção de problemas comportamentais. Na visão de saúde pública, a castração controla a população de animais errantes, com isso, doenças zoonoticas conseguem ser controladas”, afirmou.

A veterinária explica que o procedimento é realizado sem sofrimento para o animal. “O procedimento é realizado em centro cirúrgico com o animal anestesiado, sem qualquer dor ou sofrimento aos animais. A recuperação é tranquila quando seguido o pós operatório de forma adequada”, destacou. O comportamentos dos pets também é um dos fatores que traz benefícios ao animal, segundo Flávia. “Alguns animais com distúrbios comportamentais de origem hormonal tendem a melhorar algumas semanas após a castração, em alguns casos por exemplo a agressividade diminui. Problemas de demarcação de território realizados por machos também conseguem ser corrigidos”, concluiu.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio