Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Uma doença inflamatória crônica deixando a pele com aspecto seco, avermelhada, surgindo principalmente em cotovelos e joelhos, a dermatite atópica inicia normalmente na infância, logo no primeiro ano de vida. A doença é genética pode ser influenciada pela presença de alergias nos pais e parentes de primeiro grau. Especialistas alertam que o primeiro sinal surge com a coceira constante provocando lesões na pele.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) afirma que a dermatite atópica apresenta erupções que coçam e apresentam crostas, cujo surgimento é mais comum nas dobras dos braços e da parte de trás dos joelhos, além de pode vir acompanhada de asma ou rinite alérgica.

A médica pediatra Tainá Couto explica que a principal recomendação de tratamento é a hidratação. “A principal medida de controle é hidratação da pele, além de identificar fatores irritantes que devem ser evitados. Em casos mais graves é utilizado corticoide topico e imunossupressores orais”, afirmou.

O acompanhamento pediátrico é essencial para o tratamento adequado da doença. “O acompanhamento pediátrico pode auxiliar identificar precocemente fatores irritantes é parte fundamental no controle adequado da doença e melhor qualidade de vida do paciente”, concluiu.

Confira dicas de como manter a pele da criança saudável

Hidratar a pele pelo menos duas vezes ao dia, com hidratante hipoalergênico;
Utilize sabonetes líquidos infantis que são sabonetes específicos para crianças alérgicas;
Evitar banhos de espuma, buchas, banhos quentes e sais perfumados;
Usar somente roupas de algodão, inclusive no uniforme da escola;

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio

Anúncio

INSTITUCIONAL

O Front Saúde

Bem-vindo à Revista Digital Front Saúde! Aqui você encontra as melhores notícias na área da saúde.

E se você soubesse de algo que pudesse salvar a vida de alguém que você ama?