Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Manter uma rotina saudável é importante para toda mulher para que ela possa garantir uma boa saúde e desfrutar de todos os momentos da vida. Com isso, os profissionais da saúde recomendam cuidados diários e atenção aos quesitos importantes para prevenção de doenças e problemas de saúde mental, que comprometem a qualidade de vida do público feminino.

Segundo a enfermeira e docente da Estácio, Karina Nahum, os cuidados com a saúde devem ser iniciados assim que as meninas iniciam a puberdade e entram na adolescência, criando uma rotina de alimentação saudável, prática de atividade física e sono reparador já que nesta fase o organismo passa por mudanças fisiológicas e emocionais. “Além disso, é importante que as garotas tomem a vacina para prevenção contra o HPV, pois assim elas já estarão imunizadas antes do contato com o vírus. A recomendação é também consultar um ginecologista e buscar atendimento de uma equipe multidisciplinar nos postos de saúde para o acompanhamento especializado e orientações relacionadas à nutrição, atividade física e educação sexual”, destacou.

Karina também explica que na fase adulta as mulheres devem fazer o acompanhamento médico, principalmente após o início da vida sexual, para realizar o exame preventivo para detectar o câncer de colo de útero, além de realizar consulta com um ginecologista para os cuidados com o corpo pelo menos uma vez por ano ou no período estipulado conforme o orientação médica.

“Também é interessante que as mulheres façam exames mais específicos para acompanhar o período de transição para uma futura menopausa já que em alguns casos há uma manifestação precoce desta fase. Por isso é importante buscar ajuda médica para compreender o caso e receber as orientações mais adequadas”, enfatizou a docente da Estácio.

Em casos de mulheres na terceira idade é muito importante consultar o médico e ter apoio de uma equipe especializada para ter certeza que o corpo está funcionando normalmente. “Nesta fase é importante não deixar de ir ao ginecologista, pois é o profissional mais indicado para avaliação médica, além da rede de atendimento que conta com os demais profissionais da saúde como o educador físico, enfermeiro e fisioterapeuta, que também são indispensáveis para cuidar da saúde da idosa”.

De acordo com a fisioterapeuta e professora dos cursos de saúde da Estácio, Vanessa Barros, é recomendada a prática de exercícios físicos em todas as fases da vida da mulher, até mesmo na gravidez. “De um modo geral não existe contraindicação absoluta para as grávidas realizarem exercícios, mas é recomendado evitar práticas de atividades físicas de alta intensidade neste período. Além disso, em casos de complicações, como sangramento intrauterino e histórico de hipertensão, a indicação é evitar esforço físico. Neste período é importante realizar exercício de fortalecimento de musculatura pélvica, pilates, hidroginástica e exercícios de baixo impacto desde que as orientações médicas sejam adotadas com cautela”, explicou.

Além disso, Vanessa ressalta que a prática de atividade física traz benefícios para pessosas idosas e mulheres no período da menopausa, isso porque auxilia no controle da pressão arterial e melhora a saúde do sistema cardiovascular. “Além disso, movimentar o corpo também ajuda a proteger os ossos e diminui a incidência de problemas na coluna e nas articulações na terceira idade”, concluiu.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio