Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Estima-se que em todo o mundo mais de 300 milhões de pessoas sejam acometidas pela asma, uma das doenças respiratórias mais comuns. No Brasil, de acordo com dados do DATASUS, em média ocorrem 350 mil internações decorrentes da doença, por ano. Na próxima segunda-feira, 21 de junho, Dia Nacional do Controle da Asma, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia chama atenção para a necessidade de tratamento contínuo, para melhoria da qualidade de vida do asmático, por isso, o objetivo da data é  conscientizar os pacientes sobre a importância do uso correto dos medicamentos.  

“A asma é uma doença inflamatória crônica, na maioria das vezes de causa hereditária, e está relacionada à interação de fatores genéticos e ambientais”, explica a pneumologista Roberta Kahwage, que atua no Hospital Barros Barreto. “O diagnóstico é feito através dos sintomas do paciente, o exame de espirometria (prova de função pulmonar) e alguns exames de sangue específicos, como a imunoglobulina E (IgE)”, destaca a médica. 

Dentre os principais sintomas da asma estão a tosse seca, chiado no peito e dificuldade para respirar, e, devido à sensibilidade do pulmão da pessoa asmática, alguns fatores são agravantes, tais como poeira, ácaro, mofo e mudanças de temperatura. Para evitar as crises, a pneumologista Roberta Kahwage enfatiza que é importante evitar contatos com os fatores desencadeantes, evitar o fumo, fumaça, pó, cheiros fortes, pelos de animais e alguns medicamentos, como anti-inflamatórios.   

Controle – A asma não tem cura, porém tem controle. O tratamento engloba mudanças na qualidade de vida do paciente, associado ao tratamento com medicamentos específicos, geralmente os corticóides, para desinflamação dos brônquios e controle da doença, e também medicamentos para atenuar as crises. A limpeza dos ambientes deve ser feita continuamente, mas deve-se atentar para não levantar o pó no momento da higienização. Cortinas, almofadas, carpetes e objetos que acumulam poeira devem ser limpos continuamente ou retirados do ambiente.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio