Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

É cientificamente comprovado que o consumo moderado de bebidas alcóolicas como cervejas e vinhos podem trazer benefícios à saúde. Geralmente, as comemorações festivas contam com a presença de bebidas alcóolicas, mas existem outras formas de festejar sem provar, de fato, o álcool. Para aqueles que estão conduzindo veículos ou os que preferem aproveitar os momentos de outra forma, a cerveja sem álcool está entre essas opções. 

Segundo um importante órgão de pesquisa sobre tendência para o mercado mundial de bebidas, o International Wine and Spirits Research (IWSR), o setor de bebidas sem álcool ou com baixo teor alcoólico cresceu 6% em 2021, e teve uma participação de 3,5% na indústria de bebidas. Se espera que até 2025, esse segmento tenha um crescimento anual de 8%.

A nutricionista Larissa Ramos cerveja explica que a sem álcool possui compostos que podem atuar impedindo ou adiando o surgimento de células tóxicas produzidas pelo organismo. “A cerveja sem álcool é elaborada a partir da fermentação de cereais na presença do lúpulo, uma planta altamente rica em flavonoides. Esses compostos naturais neutralizam os radicais livres produzidos pelas células do nosso corpo. Ou seja, o consumo regular de antioxidantes é uma ferramenta eficiente para evitar ou retardar o aparecimento desses males”, comentou.

Benefícios

Segundo a especialista, assim como o consumo moderado da cerveja com álcool possui benefícios, a cerveja com álcool também tem, isso por que a bebida possui ingredientes naturais e saudáveis. “Contém vitaminas do complexo B e ácido fólico e funciona como um bom isotônico, pois contém também uma base interessante de vitaminas e minerais, dentre eles o sódio, mineral que perdemos abundantemente a partir da sudorese, podendo ser utilizada como repositor hídrico (água) e eletrolítico (minerais), tanto em dias quentes como também após atividades físicas. De maneira geral, se trata de uma bebida natural, nutritiva, por conter vitaminas, minerais e concentração significativa de compostos bioativos de ação antioxidante, além de apresentar perfil hidratante e poucas calorias. Também é um produto livre de açúcares de adição, aditivos químicos e adoçantes artificiais”, pontuou.  

Consumo 

Larissa enfatiza que devido as particularidades de cada pessoa, não é possível determinar a quantidade ou a frequência quanto ao consumo. “O consumo para conseguir esses benefícios é relativo e vai muito da individualidade de cada um, pois cada indivíduo possui características particulares do ponto de vista metabólico e fisiológico, o que dificulta criar regras e recomendações genéricas”, destacou.  

Tem malefícios? 

De acordo com a nutricionista, o consumo excessivo deve ser evitado, assim como também por alguns grupos de pessoas. “Quanto aos malefícios, de modo geral, não existe contraindicação. Como toda bebida e alimento, porém, excessos não são recomendados. Uma vez que a cerveja sem álcool contém glúten, por causa da cevada, celíacos e intolerantes à proteína devem evitá-la”, afirmou.  

Cerveja sem álcool x cerveja com álcool  

Existem algumas diferenças entre a cerveja com e sem álcool, principalmente no sabor, devido ao seu processo de produção. “Uma maneira de diferenciar a cerveja com álcool e a sem álcool é que esta última costuma ter um sabor um pouco mais doce. Isso acontece porque durante a produção, a fermentação é interrompida para que o açúcar não se transforme em álcool, mantendo o ingrediente na bebida”, ressaltou Larissa.  

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio