Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Com a passagem das festas de Natal, os preparativos para o Ano Novo ganham força. Com esse clima de renovação, o planejamento financeiro é um dos maiores desejo de quem deseja de organizar melhor e até sair do vermelho. Especialistas recomendam o controle dos gastos e planejamento de metas para o próximo ano.

Fazer planejamento financeiro, controlar as despesas, estabelecer prioridades e limites. Planeje primeiro a vida, depois as finanças para assegurar que vai gastar bem o seu dinheiro. É o que recomenda da planejadora financeira Marcia Dessen, que afirma, ainda que a felicidade, que todos queremos, não está no dinheiro, está no que decidimos fazer com ele.

“Manter uma reserva financeira para emergências. Saber que tem dinheiro para enfrentar as adversidades te deixará tranquilo para encontrar soluções e resolver os problemas. A reserva será o “seu banco” na hora do aperto. Pensar e planejar antes de assumir dívida. Antes de se endividar, faça um bom planejamento para definir com que dinheiro vai pagar o empréstimo, que despesas serão reduzidas ou eliminadas para encaixar o novo compromisso no orçamento”, afirmou.

Encontrar o equilíbrio para cuidar do presente e do futuro são as apostas que a planejadora aconselha. “Poupe um valor que não seja muito, que sacrifique o presente; nem pouco, que comprometa a qualidade de vida no futuro; o suficiente, para viver a vida que deseja. Investir sempre com um propósito. Definir a razão de investir incentiva a poupança e ajuda a escolher o investimento mais adequado. Estude e amplie seus conhecimentos sobre investimentos. Assim, terá capacidade de discernimento e senso crítico para avaliar o que serve e o que não serve para você”, declarou.

Reduzir a quantidade de cartões de créditos, assim como os gastos com compras parceladas, se adequados à sua realidade financeira é um bom caminho para o controle das finanças, de acordo com Marcia. “Colocar uma linha denominada ‘cartão de crédito’ no orçamento. Ele é apenas um meio de pagamento. Lance cada uma das despesas efetuadas na categoria à qual pertence e avalie se está gastando bem o seu dinheiro, com as coisas que realmente importam”, concluiu.

Fonte: Folha de S. Paulo

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio