Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

O diretor de mercado, regulação e clínica da Sami Saúde, Ricardo Ramires, conversou com o conosco para falar sobre o conceito, os principais diferenciais e os desafios da plataforma.

Fundada em 2018, a Sami Saúde é uma plataforma de saúde que atende empresas, Micro Empreendedor Individual (MEI) e CNPJ. O objetivo principal da organização é transformar a saúde brasileira em algo simples, fácil, confiável e acessível, que ajude cada pessoa a ser a sua melhor versão. Confira na nossa entrevista.

FRONT SAÚDE: Qual o conceito de plataforma de saúde?

RICARDO RAMIRES: Consideramos plataforma de saúde porque a gente tem uma visão de que nós vamos além de simplesmente cuidar e prestar um serviço de saúde. A gente vai cuidar de toda a gama do dos hábitos saudáveis, de todo o ambiente que envolve a saúde. Então, a gente vai um pouco além. Somos a primeira a primeira operadora de plano de saúde do Brasil, o Jean Peças, ou seja, um programa de academia 100% gratuito, um programa de saúde mental. Então, a gente se considera uma plataforma de saúde justamente porque a gente vai além de simplesmente cuidar da sua saúde. Esse é o conceito, a gente quer agregar além do cuidado, a gente quer cuidar não da doença, a gente quer cuidar da saúde do nosso usuário.

F. S.: Além desse conceito, explique quais são os diferenciais da Sami Saúde sobre os outros planos de saúde tradicionais?

R. R.: A Sami Saúde tem alguns diferenciais do plano do mercado, além obviamente disso que eu trouxe com relação ao nós temos um programa exclusivo de saúde mental, a gente tem um conceito de serviço de saúde um pouco aqui diferente. A gente tem um conceito que chama-se “O médico de família”. O que quer dizer isso? Antes de você acender, ou seja, passar pra qualquer tipo de especialista no laboratório, ter qualquer tipo de internação, nós temos um time de saúde que cuida de você, é um time de saúde dedicado pra sua saúde, dedicado a conhecer, com coordenadoras de cuidado, com enfermeiras e médicos que estão disponíveis pra você a qualquer momento pra que vocês ocorrer da saúde, nós vamos agir o nosso diferencial é que você hoje não precisa ir atrás de um serviço terceirizado dentro da própria que você tem aí através do seu aplicativo, através da nossa serviço de telemedicina acesso ao médico na palma da sua mão.

F.S: Você já consegue ver a diferença de ter esse time saúde nos pacientes?

R.R.: Com certeza. O impacto é imediato. Não só no resultado, obviamente, clínico do tratamento dessas pessoas tão muito mais engajadas, mas também com relação a acesso. A gente tem hoje um objetivo dentro da empresa de atender as pessoas em até 48h. É um objetivo obviamente bastante arriscado, mas que a gente entende que é engajando o paciente com a gente. Sabemos que o tratamento e seu resultados clínicos têm se mostrado cada vez melhor e hoje, por exemplo, 87% da nossa população já passa pelo médico de família e já tem confiabilidade. O número de atendimentos na plataforma tem subido. Isso quer dizer que a gente tá conseguindo realmente se valer do nosso time, antes de saber de aceitar qualquer outro tipo de serviço. E obviamente os resultados do ponto de vista de sinistro tem que se mostrar também muito, muito, muito favoráveis a esse a esse modelo.

F.S.: Como vocês enxergaram essa oportunidade, esse espaço no mercado pra criar Sami Saúde?

R.R.: Tanto o Vitor Asseituno como o Guilherme Beraldo, fundadores da Sami Saúde, são pessoas que já tinham tramitado em algum momento pelo segmento de saúde, que já tinham conhecimento de que um dos nossos principais valores é  consertar relacionamentos quebrados. Um desses relacionamentos quebrados de fato era entre a operadora de plano de saúde e o seu usuário. Às vezes era mal vista no mercado, que era difícil acessar serviços, que o custo era muito alto. Então, o principal objetivo da Sami foi, e obviamente com a chegada da pandemia, as pessoas que procuram acesso a saúde faz um ótimo serviço, mas nenhum chega em todos os lugares e não consegue prover o nível de assistência que muitas pessoas precisam. Então, a gente entrou no mercado com o propósito de criar acesso à saúde. Um dado importante é que mais de 60% dos de membros da Sami nunca tinham tido plano de saúde na vida, então a gente tá destravando e estamos trazendo pessoas novas pra esse mercado. O principal de fato foi criar um plano de saúde que a pessoa que seja acessível e que vá cuidar além simplesmente da dor que vai da saúde. A gente tem essa rede de teatro saudável. Qual objetivo de fato? Foi consertar esse relacionamento, engajar e o que o paciente realmente permaneça com a gente por muito muito tempo.

Confira a entrevista completa no nosso canal do Youtube.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio