Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

A saúde mental pode ser afetada por diversas situações como problemas nas relações familiares, relacionamentos afetivos, no ambiente de trabalho, no ciclo com amigos ou até mesmo por questões financeiras, por exemplo.

A psicóloga Layla Orjanna explica sobre como o estado emocional interfere na saúde mental, além dos impactos que isso pode trazer para a vida de uma pessoa. “Quando se pensa em estado emocional, é necessário entender o que ele representa, e ele está relacionado as emoções sentidas em determinado espaço de tempo e o resultado disso influência na rotina e determina pensamentos e ações. Então, se você não está com um bom estado emocional, logo, a probabilidade de afetar a saúde mental pode aumentar, por exemplo, uma pessoa que está se sentindo triste por um longo período, isso a impede de fazer algo que antes era tido como prazeroso, é sinal que a saúde mental dela pode ter sido afetada pelo estado emocional que vem apresentando em determinado período e isso está diretamente relacionada as relações interpessoais, dependendo de qual estado emocional a pessoa se encontra ela pode ficar mais introvertida, evitar sair de casa, não querer falar com pessoas, no trabalho não consegue se concentrar”, afirmou.

Segundo a especialista, existem muitos sinais que demonstram que uma pessoa está emocionalmente frágil, mas isso irá depender do momento ela está vivendo. “Os sinais de que a pessoa está abalada emocionalmente pode variar de acordo com a sua história de vida, o contexto em que ela está inserida e a cultura também influenciam, porém vou elencar alguns sinais que podem servir como alerta. Tristeza, alterações no humor, falta de apetite, dificuldade de auto aceitação entre outros”, pontuou.  

Nesse processo, é importante que a pessoa tenha uma rede de apoio para que ela possa contar, detalha a psicóloga. “A família, amigos e pessoas próximas, tem um papel fundamental na ajuda de pessoas que estão abaladas emocionalmente, elas são a rede de apoio e podem ajudar acolhendo escutando, não julgando, principalmente, aceitando e compreendo como a pessoa está naquele momento, sendo empático diante da situação que a pessoa está vivendo, se for possível oferecer ajuda, um direcionamento para terapia ou de ajuda médica caso seja necessário”, destacou.  

Além da ajuda dos familiares e amigos, é de extrema importância a realização de um tratamento com especialistas para a melhora da qualidade de vida da pessoa que está com questões emocionais, enfatiza Layla. “A psicoterapia trata das questões emocionais, sejam de grande ou menor impacto, que afetam o comportamento, a rotina e, principalmente, o bem-estar de um indivíduo. Dessa forma, a psicoterapia contribui para que a pessoa consiga encontrar maneiras de relacionar-se consigo e com o mundo de forma mais agradável e saudável. Ela também é capaz de desenvolver o autoconhecimento, tornando-o capaz de perceber as suas qualidades e seu potencial individual, estimulando a valorização da sua própria essência”, comentou.

A psicóloga finaliza ressaltando que o tratamento correto atua na melhora do estado mental da pessoa. “Através da condução do tratamento adequado, a psicoterapia é capaz de restabelecer a saúde emocional, ajudando pessoas de todas as idades (e com diferentes questões emocionais) a ter uma vida com mais sentido e de acordo com seus valores tornando-a mais produtiva”, concluiu.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio