Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

A variante delta se tornou uma nova preocupação de especialistas do mundo todo no que diz respeito ao combate da covid-19. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cepa representa mais de 98% dos sequenciamentos de genoma do vírus e que a proteção contra casos severos da doença e mortes é estável.

Estudos sobre essa nova versão revelam que a delta é muito mais transmissível e tem maior probabilidade de evadir o sistema imunológico. Foi registrado um aumento da circulação de casos. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), nos primeiros 20 dias de outubro 75% dos casos analisados eram da variante e foi emitido um alerta para a população para que as pessoas com sintomas da covid-19 que permaneçam em isolamento por 14 dias.

Segundo dados divulgados pela Prefeitura de Belém e também da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa), por meio dos boletins epidemiológicos, não há morte em Belém e demais municípios do Pará por covid-19 há mais de dez dias, sendo o mais longo registro sem óbitos até agora. Até a última quarta-feira (03), a taxa de ocupação de leitos clínicos e de UTI estão zeradas e apenas 25 casos da doença foram notificados nos últimos sete dias.

Apesar dos números em queda, a infectologista Rita Medeiros alerta para os riscos de contaminação pela variante. “O maior risco é um grande aumento no número de casos, especialmente entre os não vacinados e os vacinados com mais de seis meses da imunização completa. Os sintomas são os mesmos daqueles da covid-19, que são febre, tosse cansaço, perda do paladar e olfato e, em casos mais graves a dificuldade de respirar”, afirmou.

O caso mais recente em Belém que chamou a atenção da população de Belém foi o caso do atual prefeito da cidade, Edmilson Rodrigues, que contraiu a covid-19 e teve uma complicação durante a recuperação, em outubro. O prefeito chegou a ter 70% dos pulmões comprometidos e apresentava forte dores nas costas. Edmilson já teve alta hospitalar e continua o tratamento dos sintomas em casa.

A médica diz que a delta deve se tornar mais prevalente no Brasil. “A variante Delta ainda não é a mais prevalente no estado e no Brasil. Mas, a exemplo do que ocorre na Europa e EUA, onde já representa mais de 70% dos novos casos, a mutação deve se tornar a mais prevalente pelo fato de ter um poder de transmissão muito maior que a variante gamma (P1) e demais cepas”, explicou.

A variante delta foi identificada pela primeira vez na Índia. Apesar de mais transmissível e de ser uma preocupação sobre o aumento no número de casos e mortes, não se sabe se é mais letal. A vacinação e medidas de proteção como usar máscara, evitar aglomerações e higienizar sempre as mãos ajudam a evitar a contaminação por essa variante. “A maior forma de evitar mutações é a vacinação em massa da população, o que diminui a circulação viral”, reforçou a infectologista.

Vacinação em Belém

A Prefeitura de Belém segue vacinando a população contra a covid-19 em 24 pontos de vacinação, que funcionarão das 9h às 17h. Hoje (04), os nascidos de 2004 a 2009 poderão tomar a primeira ou segunda dose da vacina Pfizer. Já amanhã (05) é a primeira ou segunda dose das vacinas Pfizer, Astrazeneca ou Coronavac para todas as pessoas que ainda não tenham recebido.

Para se vacinar é preciso apresentar: RG, CPF e cartão de vacinação de Belém. Os menores de idade devem estar acompanhados pelos responsáveis, que deverá apresentar CPF, para registro. Pessoas que receberão a primeira dose devem apresentar também o comprovante de residência de Belém.

Veja onde você pode se vacinar:

1. Boulevard Shopping Belém – Estacionamento G6. Av. Visconde de Souza Franco, 776. Reduto;

2. Cassazum. Avenida Duque de Caxias, nº 1375, bairro do Marco;

3. Castanheira Shopping Center. Rod. BR 316, km 01, 3° piso. Espaço Cultural;

4. Escola Brigadeiro Fontenele. End: Rua São Domingos, n: 511. Terra firme;

5. Escola de Enfermagem da UEPA. Avenida José Bonifácio, nº 1289, bairro do Guamá;

6. Faculdade Cosmopolita. Avenida Tavares Bastos 1313, Marambaia;

7. FIBRA. Avenida Gentil Bittencourt, nº 1144, bairro de Nazaré;

8. FUNBOSQUE. Avenida Nossa Senhora da Conceição, Distrito de Outeiro;

9. Ginásio do CCBS-UEPA, esquina da Perebebuí com Almirante Barroso;

10. Ginásio Mangueirinho. Avenida Augusto Montenegro, nº 524, bairro do Mangueirão;

11. Icoaraci. Assembleia de Deus, Templo Monte Tabor, Av. Augusto Montenegro, 838 – Agulha;

12. Icoaraci. Escola Liceu de Artes e Ofícios Mestre Raimundo Cardoso. Tv. dos Andradas, 1110 – Ponta Grossa;

13. Icoaraci. Escola Municipal Prof. Alfredo Chaves. Rua 02 de Dezembro.

14. Icoaraci. SEST SENAT. Av. Augusto Montenegro, 765 – Águas Negras

15. IFPA Campus Belém – Av. Almirante Barroso, 1155- Marco;

16. Igreja do Evangelho Quadrangular. Barão de Igarapé Miri, esquina com 25 de junho, bairro do Guamá;

17. IT Center. Av. Senador Lemos, 3153, bairro da Sacramenta;

18. Mosqueiro. Escola Municipal de Ensino Fundamental Abel Martins. Rua Lalor Mota, 551, Carananduba;

19. Mosqueiro. Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Donatila Santana Lopes, Rua Francelina Santos (rua da bateria), Farol;

20. Shopping Bosque Grão-Pará, entrada de carros exclusivo pelo acesso do Condomínio Cidade Cristal (acesso D) e entrada de pedestres pelo acesso da Rodovia dos Trabalhadores (acesso G);

21. Shopping Pátio Belém, 3º Piso, loja 358;

22. UEPA CCSE: Universidade do Estado do Pará – Centro de Ciências Sociais e Educação. R. do Úna, n° 156

23. UNAMA. Avenida Alcindo Cacela, nº 287;

24. UNIFAMAZ. Avenida Visconde de Souza Franco, nº 72, bairro do Reduto;

25. Universidade Federal do Pará (Mirante do Rio/UFPA – Campus Guamá).

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio