Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

Um mutirão de intensificação de vacinação contra a Covid-19 será realizado em todos os 144 municípios do Estado nos dias 30 e 31, sábado e domingo, para a aplicação da primeira dose, e nos dias 01 e 02 de novembro para a segunda dose e reforço dos grupos prioritários.  

A medida tem o intuito de aumentar o número de pessoas imunizadas contra o coronavírus e também para quem ainda não teve a oportunidade de tomar a primeira dose. 

O anúncio foi feito pelo governador Helder Barbalho na manhã desta quarta-feira, (27), em suas redes sociais e reforçou a importância do mutirão. “O mutirão será fundamental para que possamos ampliar a cobertura vacinal e, assim, viramos definitivamente essa página da pandemia. Inclusive também para projetarmos a flexibilização do uso de máscaras. Mas pra tudo isso só um caminho: a adesão da vacina”, afirmou Helder. 

A Sespa emitiu uma nota nesta quarta-feira (28), por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde, aos 144 municípios, a fim de que as Secretarias Municipais de Saúde organizem e reforcem as estratégias de aplicação nesses quatro dias, além da divulgação para que a população seja amplamente informada e se dirija aos postos para se vacinar contra a Covid-19. 

O mutirão também será oportuno para que os municípios remetam o quanto antes, à Sespa, as demandas por doses de vacina contra a Covid-19 em casos de necessidade. A Secretaria está à disposição, com toda a sua logística de distribuição junto à Segup, como já tem sido feita, para assessorar os municípios no que for preciso”, explica o diretor de Vigilância em Saúde da Sespa, Denilson Feitosa. 

Ele explica que o mutirão aplicará a primeira dose para quem tiver com 12 anos pra frente e ajustará a imunização para quem ainda não teve a oportunidade de ser vacinado contra o coronavírus ou que já aguarda pela segunda dose. 

Aos municípios, Denilson recomenda que: a vacina Pfizer seja aplicada entre jovens de 12 a 17 anos, como primeira dose, aos adultos que já tomaram a primeira dose desse tipo de imunizante e a dose de reforço apenas para pessoas com mais de 60 anos, imunossuprimidos e trabalhadores da saúde. 

“Para esse mutirão contamos muito com as estratégias que serão organizadas pelos municípios”, ressalta Denilson, ao explicar que cada remessa de vacina que chega ao Pará, a equipe de Logística da Sespa recebe as doses no Aeroporto Internacional de Belém e organiza o envio aos Centros Regionais de Saúde, para distribuição aos 144 municípios paraenses, que vem sendo realizada por vias terrestre, aérea e fluvial, com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). “Cada município recebe as doses de acordo com o quantitativo populacional e a atual etapa de vacinação”, pontua. 

Na última quarta-feira (28), mais 29.250 doses da vacina Pfizer chegaram ao Estado e, na última quinta-feira, 29, chegaram, em Belém, mais 500 mil doses de Astrazeneca. 

A lista dos postos do mutirão vai obedecer a agenda que cada Secretaria Municipal de Saúde estabelecer, assim como os horários disponíveis. No sábado (30) e domingo (31), poderão se vacinar os que ainda não tomaram a primeira dose contra a Covid-19. Na segunda (01) e terça-feira (02) será a vez dos que precisam tomar a segunda dose e os que precisam fazer a dose de reforço.  

Para se vacinar, as pessoas devem apresentar RG, CPF, cartão SUS e comprovante de residência. No caso de pessoas que irão receber a segunda dose da vacina e a de reforço, é necessário levar o cartão de vacinação que comprove o registro da dose anterior.  

Na última quinta-feira (28), o vacinômetro da Sespa indica que o Pará já recebeu 11.591.135 doses de vacinas do Ministério da Saúde e outras 750 mil doses de Coronavac, do Instituto Butantan, de São Paulo, por meio de aquisição direta do governo do Estado.  

No link http://www.saude.pa.gov.br/vacinometro/ a população pode acompanhar o quantitativo dos tipos de vacina recebidos pelo Estado – Oxford/AstraZeneca, Coronavac/Sinovac, Pfizer e Janssen, além da quantidade e percentual de vacinados, doses aplicadas e a atuação dos 144 municípios paraenses no esquema de vacinação.  

Foto de abertura: Alex Ribeiro (Agência Pará) 

Fonte: Governo do Pará 

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio