Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

O mês de abril é dedicado à conscientização e prevenção e combate contra doenças que podem levar à cegueira. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% das causas de deficiência visual podem ser prevenidas e tratadas. O primeiro relatório sobre visão, publicado em 2019 pela OMS, apontou que pelo menos 2,2 bilhões de pessoas tem deficiência ou cegueira, das quais aproximadamente 1 bilhão são portadores de deficiência visual que poderia ter sido evitada ou que ainda não foi tratada.

A oftalmologista Patrícia Capela explica que existem muitas causas que podem levar à cegueira, além de ressaltar a importância de uma avaliação regular com um especialista. “São diversas as causas que podem levar à cegueira, muitas vezes, essa perda da visão ocorre de forma silenciosa, daí a importância de consultar um oftalmologista de forma rotineira, afim de prevenir a saúde visual, lembrando que apenas o médico oftalmologista é habilitado para tratar da saúde visual”, afirma.

A médica cita as principais causas que podem levar à cegueira:

Catarata: Doença caracterizada pela perda da transparência do cristalino, lente natural que trazemos ao nascer; 

Glaucoma: doença que pode causar a perda irreversível da função visual, doença preocupante por muitas vezes cursar de forma silenciosa.  

Degeneração Macular Relacionada a idade (DMRI): Doença que cursa com lesão na parte central da retina, mas conhecida como mácula;

Retinopatia Diabética: ocorre em pacientes diabéticos, comprometendo a função dos vasos sanguíneos na condução do sangue e oxigênio para as células da retina;  

Descolamento de Retina: Patologia que requer atendimento de emergência oftalmológica devido à gravidade do quadro.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de brasileiros com deficiência visual é de aproximadamente 6,5 milhões. Dados do Atlas Vision, publicado pela International Agency for Blindeness Prevention (IABV) em 2020, indicavam que o Brasil tinha em torno de 28,6 milhões de pessoas com perda de visão.

A especialista ressalta as principais formas de prevenir contra as doenças que podem levar à perda da visão, enfatizando o diagnóstico precoce para melhores chances de tratamento. “A melhor forma de prevenção da cegueira é realizando exame oftalmológico regularmente, o que permite o tratamento precoce caso tenha algum problema ocular. A proteção e cuidados adequados para os olhos podem reduzir as chances de cegueira”, pontua.

Patrícia explica que alguns sintomas na visão indicam quando uma pessoa precisa buscar um médico imediatamente, e orienta que os cuidados oftalmológicos devem ser levados em consideração desde a fase de bebê. “A consulta oftalmológica é importante desde os primeiros dias de vida para a realização do teste do olhinho, afim de descobrir a existência de alguma malformação congênita. Outra data importante é na fase escolar, pra investigar algo problema ocular que possa atrapalhar o desenvolvimento como miopia, hipermetropia, astigmatismo e ambliopia”, destaca.

Além disso, a oftalmologista avalia e alerta que “outros sintomas que precisam ser levados em consideração para se buscar atendimento oftalmológico são dores de cabeça e nos olhos, vermelhidão ou inchaço nas pálpebras, baixa acuidade visual, irritação nos olhos e lacrimejamento, visão embaçada, visão dupla (diplopia), sensibilidade à luz (fotofobia), manchas escuras na visão, dificuldade para enxergar tanto longe como perto, dificuldade de visão noturna, sensação de pressão nos olhos, dificuldade para distinguir cores, histórico familiar de diabetes, hipertensão arterial e glaucoma”, finaliza.

*Com informações da Agência Brasil

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio

Anúncio

INSTITUCIONAL

O Front Saúde

Bem-vindo à Revista Digital Front Saúde! Aqui você encontra as melhores notícias na área da saúde.

E se você soubesse de algo que pudesse salvar a vida de alguém que você ama?