Redes Sociais
Publicidade

Publicado

no

O Brasil ultrapassou a marca de 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 distribuídas. A expectativa para o mês de junho, segundo o Ministério da Saúde, é distribuir 40 milhões de doses de imunizantes, um recorde até o momento. Em maio, foram entregues a estados e municípios 33 milhões de doses das vacinas disponíveis no país.

O Ministério da Saúde disse ainda que 600 milhões de doses de vacinas covid-19 já foram encomendadas e que a maior parte dos imunizantes deve chegar até o fim do ano. “A quantidade é suficiente para imunizar toda a população acima de 18 anos de idade”, informou a pasta.

O ministério ressaltou que o país já possui condições de iniciar a produção da vacina AstraZeneca com insumos 100% nacionais. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) assinou contrato de transferência de tecnologia com a AstraZeneca para a produção do ingrediente farmacêutico ativo (IFA), matéria-prima para a produção dos imunizantes, no Brasil.O 1º lote de doses da Oxford/AstraZeneca foi importado.

Em seguida, a Fiocruz passou a fazer o envase e a finalização do processo a partir do recebimento do IFA vindo do exterior (China). De acordo com a fundação, a estrutura de fabricação já recebeu certificado de boas práticas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A fase seguinte é o treinamento e a preparação do IFA a ser produzido no Brasil.

Pará – O Pará recebeu nesta quarta, 2, mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19. Trata-se da vigésima sétima com 215.750 doses da Oxford/AstraZeneca. Até o momento, o Pará recebeu do Ministério da Saúde 3.327.390 doses, sendo 1.239.440 da CoronaVac, 1.994.350 da Oxford/AstraZeneca e 93.600 da Pfizer.

As doses devem ser distribuídas a todos os municípios já nos próximos dias. O envio será feito por vias terrestre, aérea e fluvial, e contará com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).As vacinas serão distribuídas a todas as cidades do Estado para a imunização de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e trabalhadores da educação, sendo divididas entre docentes da educação fundamental e outros profissionais não docentes além de profissionais de segurança pública, trabalhadores de transporte aéreo, trabalhadores portuários, militares da ativa maiores de 45 anos, população tradicional ribeirinha, população tradicional quilombola, e população privada de liberdade.

De acordo com dados do Vacinômetro, pagina onde são divulgados os dados da vacinação, o Pará já aplicou 2.141.790 vacinas da primeira dose e 1.407.914 vacinas correspondentes à segunda dose de imunização contra a Covid-19.

Publicidade
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anúncio

Anúncio

Anúncio

INSTITUCIONAL

O Front Saúde

Bem-vindo à Revista Digital Front Saúde! Aqui você encontra as melhores notícias na área da saúde.

E se você soubesse de algo que pudesse salvar a vida de alguém que você ama?